Alpes

Melhor passear de ambulância em Munique do que em Curitiba


Esta certo que nunca é bom passear de ambulância, mas hoje consegui ver a diferença de uma estrutura para a outra.
Lembro que quando bati a moto em Curitiba, fiquei uma meia hora deitado no asfalto com a perna dobrada no meio da coxa (quebrei o femur). Na ambulância o Siate fiquei passeando entre a cabine e a porta dos fundos porque a maca não travava. No hospital Cajuru depois de uma primeira analise onde o médico concluiu que eu teria que ser operado fiquei algumas horas numa maca no meio de um corredor lotado.
Hoje para aproveitar esse curto verão europeu fui passear no bosque de bicicleta com a família. No meio do passeio acabei passando mal e desmaiei por alguns minutos. Quando acordei minha esposa já estava falando pelo celular com a emergência, a ambulância demorou uns 5 minutos para nos encontrar no meio do bosque, exatamente o tempo que eles por LEI tem. Na ambulância fiz um eletrocardiograma assim como mais alguns exames. Na parte do hospital não existe nem como comparar, os hospitais aqui tem uma estrutura muito superior tanto em quantidade de pessoal quanto na quantidade e modernidade dos equipamentos.
Fiz mais alguns exames e só voltei para casa porque eu pedi senão teria ficado mais até amanha para repetirem os exames, e isso por causa de uma pressão baixa.

Zugspitze


Aproveitei o feriado da semana passada para conhecer o Zugspitze, montanha mais alta da Alemanha. Para quem esta em Munique a montanha não esta muito longe, ficando a 1:30h de trem até Garmisch-Partenkirchen. Chegando lá é necessário comprar outro ticket para o trem e para os teleféricos.

Com certeza não é um passeio barato, mas vale muito a pena. Existem duas formas para subir e descer, mas eu aconselho subir pelo teleférico a partir do Eibsee(Altitude 1000m) direto para o cume(Altitude 2962m). Chegando lá em cima temos uma vista maravilhosa, mas ficando em cima de uma estrutura de concreto, com grades, bastante seguro até para as crianças, esta estrutura possui um pequeno museu, um pequeno restaurante, um café e uma estação meteorológica.
Ver o Album
Descendo só 348m por outro teleférico chegamos ao glaciar, ou geleira, que é um planalto onde tem neve o ano todo. Nesta geleira tem um restaurante maior, muito bom alias, e muita neve para as “crianças” brincarem.Para descer pegamos o trem a partir do glaciar, mas este segue por 20 minutos de túneis, e mais quase uma hora até Garmisch-Partenkirchen ficando realmente melhor como uma opção para a descida.E para não perder o costume fiz muitas fotos e até editei as filmagens.