Finalmente o reconhecimento do meu diploma aqui na Alemanha.


Semana passada veio finalmente o reconhecimento do meu diploma de Engenheiro Civil aqui na Alemanha, recebi a seguinte resposta:
“Wir erteilen Ihnen, Herrn Martin Stefan Riesel, geb. am 14.06.1976, die Genehmigung zum Führen der Berusbezeichnung Ingenieur.”
Ou seja eu tenho a autorização de utilizar o meu titulo de engenheiro. Depois disto eu fui na Câmara de engenheiros para saber como funciona a regulamentação da profissão, e esta é um tanto diferente do Brasil, aqui eu não preciso ser filiado para poder trabalhar, alias eles praticamente só aceitam filiações de engenheiros autonomos. Mas eu ainda não posso assinar como responsável técnico para isso assim como os engenheiros recem formados é nescessário trabalhar primeiro 3 anos e depois enviar um comprovante deste periodo e dos projetos realizados.

Demorei muito tempo para conseguir encontrar onde fazer esse reconhecimento, como fazer e qual os resultados práticos deste reconhecimento, então caso alguém precise fazer esse processo segue a receita:

1) Antes de mais nada verifique como esta classificada a universidade que emitiu o diploma, no site da Anabin tem uma lista com 780 Universidades e um conceito de cada uma.

2)Depois verificar onde fazer a solicitação e isso depende da profissão, pode ser visto nesta Lista:

http://anabin.kmk.org/no_cache/filter/anerkennungs-und-beratungsstellen-in-deutschland.html
Ou
http://www.anerkennung-in-deutschland.de/

3)Com certeza as exigencias para cada profissão devem ser diferentes mas no meu caso foi solicitado:

  • Lebenslauf  “Curriculum”
  • Ausweis (amtlich beglaubigte Kopie von sämtlichen Eintragungen) “Copia autenticada do documento de identificação”
  • Meldebescheinigung “Comprovante que esta “Ameldado” ou seja registrado na prefeitura”
  • Kopie des Originalausbildungsnachweises (Diplom usw.) – amtlich beglaubigt “Esta é a parte mais complicada, uma cópia do diploma legalizada pelo consulado Alemão no Brasil, e para conseguir a legalização é necessário o reconhecimento da firma (assinatura) do reitor no diploma do devido cartório que tem a ficha do reitor, valeu mãe pela ajuda”
  • Übersetzung des Ausbildungsnachweises (Diplom usw.) oder amtlich beglaubigte Kopie der Übersetzung des Ausbildungsnachweises – Übersetzung durch einen öffentlich bestellten und beeidigten Übersetzer “Tradução juramentada do diploma ou cópia autenticada da tradução e comprovante que o tradutor é juramentado”
  • Kopie des Original-Fächerkatalogs – amtlich beglaubigt “Cópia autenticada do curriculo escolar”
  • Übersetzung des Fächerkatalogs oder amtlich beglaubigte Kopie der Übersetzung des Fächerkatalogs – Übersetzung durch einen öffentlich bestellten und beeidigten Übersetzer “Tradução juramentada do currículo escolar ou cópia autenticada da tradução e comprovante que o tradutor é juramentado”

As cópias autenticadas eu fiz direto na prefeitura aqui. Espero que essa pequena receita ajude quem quiser fazer o reconhecimento do seu título, mas se precisarem de mais alguma informação é só deixar um recado abaixo.

Atualização:

Mais novidades em http://www.riesel.com.br/alemanha/governo-alemao-quer-facilitar-reconhecimento-diplomas-estrangeiros/

Atualização 2:


Como muitos me perguntaram sobre salário aqui na Alemanha, indico o site
www.gehaltsvergleich.com.
E agora o reconhecimento do diploma deve ficar bem mais fácil http://www.brasilalemanhanews.com.br/Noticia.aspx?id=2592:

5/7/2012 – 17:00
Alemanha facilita validação de diploma estrangeiro
Estrangeiros que obtiveram suas qualificações acadêmicas e profissionais no exterior e gostariam de tê-las reconhecidas no país, podem se informar sobre o tema em novo site do governo alemão

Centro Alemão de Informação Brasília – AlemanJA

No site Reconhecimento na Alemanha, o governo alemão oferece informações sobre a base jurídica e o procedimento para a obtenção de reconhecimento de diplomas universitários obtidos no exterior.
Mais uma excelente notícia para quem quer trabalhar na Alemanha. Já está online o site Recognition in Germany (Reconhecimento na Alemanha) – serviço do Governo alemão que oferece informações atualizadas sobre a base jurídica e o procedimento para a obtenção de reconhecimento de diplomas universitários e das qualificações profissionais estrangeiras.

Disponibilizado em alemão e inglês, www.anerkennung-in-deutschland.de permitirá que os imigrantes que já moram na Alemanha e os candidatos a uma vaga de trabalho descubram se, onde e como as suas qualificações acadêmicas e profissionais obtidas no exterior podem ser reconhecidas e certificadas no país. E o que é mais prático: o buscador online de reconhecimento (Recognition Finder ou Anerkenungs-Finder) direciona, em poucos passos, o usuário para o exato local que cuidará do processamento do seu caso específico.

Assim como www.make-it-in-germany.com, lançado em junho para atrair profissionais e superar a escassez de mão de obra qualificada – estrangeira ou não – na Alemanha, o Recognition in Germany também apresenta informações sobre o mercado de trabalho no país – vagas, requisitos e custos – bem como aconselhamento, tanto pessoal quanto por meio de uma central telefônica de atendimento. Desde abril, a hotline do serviço já recebeu mais de mil ligações.

Prioridade

O recrutamento de trabalhadores qualificados é uma prioridade do Governo da Alemanha. Em abril, o Bundestag (Câmara baixa do Parlamento alemão) aprovou a introdução do chamado Blue Card, uma diretriz da União Europeia (UE) sobre trabalhadores altamente qualificados.

Pelas novas regras, profissionais de países de fora da UE devem apresentar diploma universitário e um contrato de trabalho com um salário anual de pelo menos 44.800 euros para obterem um visto de permanência na Alemanha. Até agora, o mínimo exigido nesses casos era uma renda de 66.000 euros anuais. Para áreas nas quais a demanda por profissionais é maior, como é o caso de engenheiros, matemáticos, médicos e profissionais de TI, a renda mínima exigida é ainda menor: 34.944 euros.

Após três anos, os profissionais com Blue Card podem obter um visto de permanência definitivo para si e para sua família, caso ainda estejam trabalhando. Se eles comprovarem ter bons conhecimentos de alemão, o prazo cai para dois anos.

Além disso, a lei prevê que um estrangeiro com nível superior receba um visto de seis meses para procurar emprego na Alemanha. Recém-graduados poderão ficar 18 meses procurando emprego no país, em vez dos atuais 12 meses.